14 de fev de 2014

O DESAFIO DE AMAR


É fácil olhar para o céu e dizer: Eu te amo Deus! É fácil olhar para seus pais e parentes e dizer eu te amo. É fácil olhar para seus amigos e dizer eu te amo. É fácil. Difícil é olhar para quem te fez algo ruim e dizer eu te amo. Difícil é olhar nos olhos de quem te traiu e dizer eu te amo. Difícil é olhar nos de alguém que te magoou e dizer eu te amo com sinceridade.

“O homem respondeu:
— Ame o Senhor, seu Deus, com todo o coração, com toda a sua alma, com todas as forças e com toda a mente. E ame o seu próximo como você ama a você mesmo.”
— Lc 10:27 (NTLH)

“O amor não é um sentimento, o amor é um mandamento” — Rick Warren. Um mandamento com importância igual aos outros nove. Você acha exagero comparar um homicídio com negar amor a quem te feriu profundamente? Considerando que ambos são mandamentos e que qualquer infração a estes é pecado. Então, a resposta é não.

Essa semana chegou do Canadá um amigo que fez seis meses de intercâmbio. Ao ouvir sobre as suas experiências, uma coisa me chamou a atenção: se duas pessoas se cruzarem na rua e por acaso uma esbarrar na outra, quem foi esbarrado pede desculpas a quem o esbarrou. Percebem o quão claro se torna o “... se alguém lhe der um tapa na cara, vire o outro lado para ele bater também”...(Mateus 5.39).

Eis o desafio: amar e se doar para aqueles que querem teu bem como aqueles que te desprezam e não querem teu bem. Apresento-lhes o verdadeiro Cristianismo. Nós decidimos se devemos perdoar ou não, amar o próximo ou não. Nós decidimos

 “Você é realmente um cristão ou apenas faz parte do circo chamado Igreja Evangélica Moderna?” — Paul Washer. No fim das contas quem escolhe é você. Na prestação de conta (Ec 12.14) que responde também é você.

Flávia Luna

Um comentário:

Maria Heloisa disse...

QUE PALAVRAAAAAAAAAAA! ALELUIAS!