17 de dez de 2015

“NEM SÓ DE WHATSAPP VIVERÁ O HOMEM”

Nas redes sociais as pessoas a todo instante publicam textos de revolta e indignação ao achar um absurdo a decisão que proíbe o funcionamento do app por 48h. Tudo bem que o WhatsApp é um aplicativo de extrema importância e facilita bastante a comunicação nos ambientes de faculdade, trabalho, igreja, especialmente entre grupos de amigos.
No entanto, se desvincular de um aplicativo que te faz pegar no celular em média 70/100 vezes por dia durante dois dias é algo muito positivo uma vez que você sabe que está todo mundo no mesmo barco que você, sem whatsapp!
Estou vendo muita gente procurando outras alternativas “Telegram” “Viber” ou baixar um aplicativo que vai reconhecer que o whats é de fora do Brasil, e blá blá blá...
Gente...
Vamos parar um pouquinho com isso, já estamos em dezembro, o ano praticamente terminou e como está nossos vínculos afetivos? Você sabe me responder como está a saúde os teus avós? Faz quanto tempo desde a última vez que você os visitou?
Temos quarenta e oito horas para refletir, para sair com nossos amigos sem precisar se distrair com o celular porque vibrou e instantaneamente ficamos malucos para mexer e só descansamos quando pedimos licença aos nossos amigos para parar o que estava falando e darmos atenção os grupos de amigos no App.
Temos quarenta e oito horas para terminar de ler aquele livro que foi interrompido diversas vezes pelos “zum-zum-zum” do App.
Temos quarenta e oito horas para conversar mais com Deus e ler sua palavra.
Temos quarenta e oito horas para deixar a timidez de lado e junto as pessoas que de fato amamos, nos aproximarmos sem a sensação de nenhuma ausência porque o essencial está ali, ao nosso lado.
Nem só de WhatsApp viverá o homem, mas sim de uma vida harmoniosa e da palavra que vem de Deus.
Temos quarenta e oito horas para rever familiares, irmãos, tios... O nosso tempo é corrido demais, né?! Mas se você parasse para analisar o tempo que perde nos whatsApp, reconheceria que poderia aproveitar bem mais o seu tempo. 
Aproveite as alternativas de abraçar, visitar, amar pessoas nessas quarenta e oito horas, que por sinal agora só restam 46h. O tempo está passando... Vai deixar passar, ou vai aproveitá-lo? A escolha é exclusivamente sua. 

Por: Fabíola Luna









Nenhum comentário: